Aluna participa de Grupo Técnico da ONU

14 | 03 | 2014
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente
A aluna do 7º termo de Serviço Social da Toledo Presidente Prudente, Renata Soares Souza, participou de uma reunião do Grupo Técnico da Organização das Nações Unidas (ONU), na cidade de Brasília. A reunião acontece a cada 60 dias na capital federal.
 
Participaram do encontro, Jan Beagle, diretora Executiva do UNAIDS e Secretaria Geral Assistente da ONU, além de outras autoridades. Durante o evento, foram discutidos assuntos sobre prevenção, promoção e tratamento da AIDS.
 
“Apesar dos avanços, precisamos ampliar o diagnóstico e a prevenção nas pessoas que estão mais vulneráveis a doença e, ainda, melhorar o acesso ao tratamento”, afirma.
 
Renata explica que existem atualmente campanhas e projetos que são financiados pela ONU e os dados da organização apontam que há 718 milhões de pessoas com AIDS diagnosticadas no mundo, porém, 558 milhões sabem que contraíram o vírus HIV e ainda 531 milhões ainda não imaginam que são portadores da doença. “Dos que já sabem, 340 mil utilizam o coquetel que combate a doença”, informa a aluna. 
 
Ela conta que está participando do Grupo Técnico, porque sempre atuou como voluntária em projetos que visam o combate da doença e em razão de sua atuação é que o convite para participar do Grupo da ONU chegou.
 
“Nós criamos algumas redes nacionais de combate a AIDS, como a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS (RNP+), Movimento Nacional de Cidadãs Positivas e também ajudamos na criação da Rede Nacional de Jovens que vivem com HIV”, comenta.
 
Para Renata, a temática não deve estar restrita apenas a um grupo, mas sim deve contar com o envolvimento de toda a sociedade.
 
“Trata-se de uma doença carregada de preconceito e estigma, que é relacionada por temas como direitos humanos, gênero, discriminação, preconceito, jovens, idosos, mulheres e crianças, direitos e deveres, drogas e por isso necessita ser melhor entendida sob diversos aspectos”, expõe.
 
A aluna afirma que o conhecimento adquirido na UNAIDS somado a aprendizagem na Toledo fará com que ela lute para contribuir com uma sociedade cada vez melhor e que promova o direito das pessoas para que elas tenham uma vida mais digna e com igualdade.
 

 

ASSUNTOS
RELACIONADOS