Debate sobre drogas envolveu convidados na Toledo

17 | 03 | 2011
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente

Na tarde de ontem (16), o Anfiteatro Cupertino sediou mais uma edição da Jornada de Cinema da Toledo Presidente Prudente.
Desta vez, o filme exibido ‘Meu nome não é Jhonny’ retratou o problema do tráfico de drogas no contexto da sociedade.

Após a exibição, houve um debate sobre o problema central com a presença da psicóloga Simone Bittencourt Gonçalves, que é especialista em psicologia social pelo Conselho Regional de Psicologia (CRP), o professor do curso de Direito da Toledo, Rodrigo Lemos Artero, com mediação do coordenador de pesquisa da Toledo, José Artur Teixeira Gonçalves.

“As drogas têm relação não apenas com os aspectos jurídicos, mas também com os psicológicos e por isso, deve ser enfrentado como um problema social. Ao nos depararmos com esse tipo de situação, torna-se necessário que sejam verificados os problemas que desencadearam tal atitude”, explica a psicóloga.

Já o advogado Rodrigo Lemos Artero fez uma análise geral, também abordando os aspectos jurídicos. “Também conhecido como narcotráfico, o tráfico de substâncias ilícitas é crime e acarreta importantes conseqüências sociais como violência, corrupção e marginalidade”, ressalta Artero.

Programação – Assim como todas as sessões realizadas, a exibição de mais esta produção nacional foi aberta para alunos da graduação, pós-graduação, ensino médio e toda a comunidade.

Mais informações pelo telefone (18) 3901-4004 e em breve a exibição de mais uma sessão da Jornada Acadêmica de Cinema da Toledo.

ASSUNTOS
RELACIONADOS