Direito da Toledo Prudente está entre os cursos brasileiros mais consultados pela Corte IDH

22 | 03 | 2021
Mariane Peres
Mariane Peres

Alunas do curso de Direito da Toledo Prudente representarão
a instituição, mais vez, em uma apresentação oral à Corte Interamericana de
Direitos Humanos (Corte IDH). Amanda Yamaguchi da Silva
 e Lorena Novaes Meira
farão a explanação do trabalho “Enfoques Diferenciados em matéria de Pessoas
Privadas de Liberdade”, aprovado no início deste mês. Este foi o sexto parecer
jurídico da Toledo Prudente aprovado pela Corte IDH.

A
audiência pública sobre a solicitação de opinião consultiva ocorrerá entre os
dias 19 e 22 de abril, de forma virtual. As estudantes, que estão no sétimo
termo, se preparam diante o tema de pesquisa desde o início da graduação.

Conforme
Lorena, a rotina de estudos do parecer foi intensa até conquistarem a aprovação.
“Todos os alunos, que contribuíram na confecção deste parecer que iremos
sustentar oralmente, diariamente dedicavam algumas horas do seu dia para a
pesquisa e a escrita”, conta.

 

LEIA
TAMBÉM

Direito Tributário está entre as áreas jurídicas mais promissoras no Brasil
Veja as principais curiosidades da declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física

Mesmo
diante aos desafios, todo o esforço valeu a pena, ressalta Amanda, aluna do
Centro Universitário. “Concilio a graduação com a atuação em outros projetos de
pesquisa, bem como a participação em moot courts e monitoria nos grupos de
competições. De certa forma, tudo isso torna a rotina um pouco corrida, porém, muito
gratificante pelas oportunidades disponíveis pela 
Toledo Prudente que
permitem atuar na pesquisa em nível nacional e internacional”, explica.

Para
as alunas, essas conquistas são possíveis devido ao aporte da instituição. 
“A 
Toledo Prudente é, de fato, inovadora, pois desafia seus
alunos a alçarem novos voos, conferindo a nós um suporte técnico e intelectual
excepcional. Os professores são essenciais nessa trajetória, assim como os
grupos de estudos que o Centro Universitário promove, que nos abastecem com
muitas atualizações de questões jurídicas e novos conhecimentos”, apontam.

 

Aprovação
de parecer

A Corte, que é um Tribunal Internacional no qual
estão submetidos 19 países da América, emite interpretações da Convenção
Americana de Direitos Humanos, para isso, é realizada uma consulta às
instituições, universidades e profissionais, todos de renome, na área
jurídica. 
 

Segundo
o
 coordenador de competições nacionais e internacionais
da 
Toledo Prudente, Lucas Octávio Noya dos Santos, essas
participações estimulam os estudantes a importantes vivências práticas ainda na
graduação. “Quando falamos nesse tipo de parecer, nossos alunos são desafiados
a se debruçar sobre uma temática de relevância internacional e apresentar
resultados de seus estudos nesse procedimento consultivo perante à Corte
Interamericana de Direitos Humanos. Significa dizer que as pesquisas de nossos
alunos foram consideradas relevantes por juízes internacionais e, por isso,
integrarão o procedimento que resultará numa decisão internacional”, pontua.

Os alunos envolvidos mentoria do parecer são: Amanda
Yamaguchi da Silva, Gustavo Minzoni Catina de Moraes, Isabela Mendez Berni,
Lucas de Souza Gonçalves e Vinícius Renato Franco.

Já os pesquisadores
são: Amanda Aparecida Espigarolli Silva, Ana Carolina Lapidário Arlati, Arthur
Moura Pinto, Carolina Akemi Otsubo Tanaka, Caroline de Fátima Lopes Martins,
Caroline Marocchi Marques, Cinthya Cristina Gomes, Fernando Martins Xavier de
Almeida, Giovana Bocchi Croscato, Guilherme Henrique Alves Moreira, Josielen Candido
dos Santos, Lorena Novaes Meira, Lucas Rocha Bragato, Lucas Vinícius Carmo de
Souza, Maria Eduarda Faustino da Cruz, Mariane Lima Duarte, Matheus Fagundes
Lima Silva, Thaline Giacon Bogalho, Thauane Vitória Silva Tavares Souza,
Vinícius Bito Marrera, Vitoria Araújo Zago, Vitória Dias Serencovich e Vitória
Pozza Scudeller.