Egresso da Toledo é aprovado para atuar como Juiz

17 | 12 | 2012
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente

O egresso da Toledo, Fábio Renato Mazzo Reis, acaba de ser aprovado para atuar como Juiz de Direito do Estado do Paraná.

Ele conta que as provas tiveram um alto nível de dificuldade e exigiram dos candidatos não só domínio do conteúdo jurídico, mas também um raciocínio rápido para que a prova fosse realizada dentro do tempo previsto.imagem

O concurso foi divido entre prova de testes, escrita, teórica, prova prática de sentença cível e prova prática de sentença criminal.

O egresso afirma que prestar o concurso para a magistratura sempre foi um sonho.

“A magistratura sempre foi um sonho desde a época da faculdade. Com o amadurecimento pessoal e profissional decorrente da prática da advocacia, esse sonho se tornou um projeto de vida. A magistratura é o meio pelo qual pretendo colocar meus estudos e trabalho a serviço do bem comum”, salienta.

Fábio afirma que a Toledo foi fundamental em sua formação acadêmica.

“A base jurídica adquirida nas cadeiras da Faculdade de Direito certamente foram decisivas para a formação de minha cultura jurídica e encurtaram o caminho para a aprovação. Não se constroem boas obras se a base não é sólida e a Toledo sempre ofereceu uma excelente estrutura de ensino com professores de alto nível, uma primorosa biblioteca e um constante incentivo à pesquisa científica”, frisa.

O egresso ainda aproveita para agradecer todo o apoio que teve de sua família durante o período de estudos.

“Meus pais e irmão sempre estiveram ao meu lado dando apoio nos momentos de dificuldade e consolando nos momentos de tristeza. A vitória também é deles. Por fim, é também fundamental nesse momento de conquista reconhecer o apoio, a colaboração e a amizade do professor doutor Sérgio Tibiriçá Amaral. Na pessoa dele agradeço a direção da Toledo e todos os mestres que ajudaram em minha formação. Agradeço também ao Dr. Rufino Eduardo Galindo Campos, Promotor de Justiça em Dracena/SP e que também foi meu professor na graduação e homenageado como nome de turma do 5º B de 2004, por todo apoio nessa difícil trajetória em busca da aprovação no concurso da magistratura”, conclui.

 

ASSUNTOS
RELACIONADOS