Mais uma aluna da Toledo irá para Portugal

14 | 12 | 2012
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente

Louise Araújo, aluna do 10º termo de Direito da Toledo, acaba de ser aprovada para cursar pós-graduação em Direitos Humanos na Universidade de Coimbra.

Ela conta que cursar a especialização em Coimbra é a realização de um sonho.

“Estou realizando um sonho, primeiro por poder continuar estudando o tema que mais me chamou atenção durante a graduação, pelo qual sou apaixonada. Segundo, por ser aprovada por uma das faculdades mais conceituadas da Europa, sendo o berço do direito brasileiro”, afirma.

A aluna relembra que antes mesmo de entrar na faculdade já gostava do tema e que durante a graduação, o interesse só aumentou.

“Durante a graduação escrevi vários artigos e inclusive a monografia com este tema sob orientação do Professor Sérgio Tibiriçá, o qual sempre me incentivou a buscar conhecimento na área”, recorda.

Louise participou, em maio deste ano, da Competição de Julgamento Simulado do Sistema Interamericano de Direitos Humanos e afirma que sua experiência nesse evento  influenciou em sua decisão.

“Embora eu já tivesse apreço pelo direito internacional e direitos humanos, ainda não tinha certeza se deveria seguir esse ramo do direito, mas após ter participado da competição, eu passei a ter certeza de que eu realmente deveria continuar na luta pelos direitos humanos”, assegura.

Ela expõe que embarcará para Coimbra na segunda semana de janeiro, pois as aulas começam no dia 20 do mesmo mês.  A especialização durará seis meses e o objetivo dela após o termino é já ingressar em um mestrado na mesma área.

A aluna aproveita para ressaltar o quanto a Toledo foi fundamental em sua conquista.

“Sem dúvidas a Toledo influenciou muito nessa conquista. Primeiramente por toda a preparação e apoio acadêmico que nos dá durante a graduação, nos mostrando todas as vertentes que o direito possui, formando não somente advogados, mas profissionais bem preparados para qualquer área que decidir seguir. Segundo, pela dedicação e atenção que o coordenador do curso tem em especial por cada aluno que aqui passa. Não posso falar sobre conquista, sem citar o mestre Sérgio Tibiriçá, um orientador dedicado e amoroso, que inúmeras vezes, pacientemente me atendeu para sanar minhas infindáveis dúvidas sobre o direito internacional e direitos humanos”, finaliza.

ASSUNTOS
RELACIONADOS