Palestra abordou relação jurídica médico-paciente

22 | 02 | 2011
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente

Na última sexta-feira (18), a professora dos cursos de Pós-graduação em Direito Civil e Processual Civil da Toledo, Ana Paula Corrêa Patino, falou sobre o relacionamento entre médicos e seus pacientes no que se refere à configuração constitucional e civil do dever de informar do médico e do direito de saber do paciente.

Durante o primeiro encontro do Ciclo de Palestras da Toledo de 2011, ela falou sobre a situação histórica da relação médico-paciente, quando ainda seres humanos eram utilizados como cobaias na medicina.

 “Toda a situação de pedir permissão para aplicar uma injeção, fazer um exame diagnóstico, tudo isso é reflexo de atitudes que um dia fizeram grande diferença no cenário da medicina”, diz.

A professora falou sobre o Código de Ética Médica, que existe há menos de um ano e que trata de assuntos como o direito do paciente em saber dos diagnósticos, ter direito a receber ou não um tratamento ou um medicamento.

“O médico é um profissional liberal, onde o atendimento não tem em nada a ver com o consumo, este profissional é um fornecedor de serviços, onde o paciente é o cliente final”, explica.

 

ASSUNTOS
RELACIONADOS