Pesquisadora abordou trabalho doméstico remunerado

13 | 02 | 2012
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente

Durante o primeiro encontro de 2012 do Ciclo de Palestras Toledo na Cidade, a pesquisadora Beatriz Rigoleto Campoy, que é egressa da Toledo, falou sobre o trabalho doméstico remunerado na sociedade contemporânea.

Ela enfatizou a importância dos trabalhadores domésticos serem tratados como trabalhadores convencionais, com direitos e deveres assegurados por lei. “A situação é bastante preocupante, pois, infelizmente, algumas pessoas ainda trabalham em troca de abrigo e alimentação, sem receber nenhum tipo de benefício adicional”, explica.

Beatriz também ressaltou que o trabalho doméstico, mesmo que seja remunerado, é algo penoso, repetitivo e complexo, cuja fiscalização no ambiente de trabalho é bastante difícil, porém, necessária.

“Não podemos esquecer que os direitos humanos destes trabalhadores são violados no espaço privado e não em público, dai a dificuldade dos órgãos terem acesso a condições individuais de trabalho”, diz.

A palestrante finaliza falando sobre a necessidade dos países garantirem o acesso desses profissionais aos tribunais, que 80% são mulheres,  já que quando abordamos este tipo de público, existe uma grande desigualdade em relação a etnia, imigração e condições financeiras.
 

ASSUNTOS
RELACIONADOS