Simpósio Jurídico bate recorde de participantes

09 | 05 | 2014
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente
Sucesso. Essa é a palavra que define o VII Simpósio Jurídico da Toledo. O evento contou com mais de 800 pessoas inscritas e, ainda, obteve mais de 40 patrocinadores.
 
No primeiro dia de evento, foram realizadas atividades nos três períodos. No período da manhã, o professor José Hamilton abordou a temática “Psicopatia” que, segundo ele, são mais frequentes no sexo masculino. 
 
Durante o período da tarde, foi exibido o filme 12 homens e uma sentença e à noite, antes da palestra que teve por tema “Ação Penal 470 – Julgamento do Mensalão”,ministrada  por Nathália Masson, mestre em Teoria Geral do Estado e Direito Constitucional pela PUC/RJ, o professor Edson Freitas realizou uma homenagem ao ex-professor da Toledo, Caio Shiru.  
 
Em sua apresentação, a palestrante apontou quais foram as mudanças que surgiram após a descoberta do mensalão.
 
“Como forma de mostrar para o povo que a Câmara dos Deputados é um órgão sério, os deputados diminuíram o período de férias e o fim das indenizações. Os condenados no Julgamento do Mensalão buscam uma possível invalidação do julgamento na Corte Internacional, por não ter o mesmo segundo eles, respeitado o duplo grau de jurisdição”, explica.
 
A palestrante ainda comentou que coisas boas vieram com a descoberta do mensalão, porém é preciso ter atenção com as coisas que ainda estão tramitando.
 
Já no segundo dia pela manhã, o tema abordado foi “Sociedade de Consumo e Meio Ambiente”. A palestra foi realizada pelos professores da Toledo, Gabriel Lino de Paula Pires, Silvio Barbatto e Rafael Mortari Lotfi, que é advogado especialista em Direito e Gestão Ambiental pela PUC/SP.
 
"É necessária a criação de uma política pública que não incentive o consumo desenfreado da população. Ter uma vida sadia não é consumir em excesso, mas sim ter consciência de que o ambiente deve ser preservado para que os recursos naturais não se findem", afirma Silvio Barbatto.
 
A explanação da noite tratou sobre “Penas e Prisões” e foi feita por Rogério Cury, que é mestre pela Universidade de Ribeirão Preto. 
 
“A falta de estrutura de base que é de responsabilidade do Estado contribui para o aumento da criminalidade”, assegura.
 
Sérgio Tibiriçá, coordenador do curso de Direito da Toledo, parabenizou os estudantes pelo evento.
 
“Excelentes palestrantes (com temas muito legais), recorde de participantes, recorde de patrocinadores, bom gosto na decoração e na música e a sensibilidade na homenagearem ao professor Caio Shiru, que foi chamado a presença de Deus, mas faz muita falta. Fiquei muito feliz em presidir um evento genuinamente gerado pela dedicação das comissões de formatura, com espírito de equipe e liderança, claro com apoio dos patrocinadores”, comenta.
 
Aline Novais Lima, membro da comissão organizadora, agradeceu a todos os que se emprenharam para a realização do VII Simpósio Jurídico.
 
“Com certeza o resultado do VII Simpósio é a soma de todos trabalhando com o objetivo maior de fazer um belo evento, de nos superarmos como alunos e ajuda de todos em cada detalhe. Aprendi muito nesses dias, senti na pele a expressão de que a união faz a força e estamos muito felizes e gratos a DEUS, e a todos que nos ajudaram para o sucesso do Simpósio”, finaliza.
 

ASSUNTOS
RELACIONADOS