Toledo é selecionada para capacitação na Enfam

05 | 02 | 2013
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente

Somente dezessete dentre as 1500 faculdades de Direito de todo o Brasil receberam o convite da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) para participar de uma capacitação sobre as atribuições e desafios da magistratura.

A Toledo é uma das selecionadas e enviará professores magistrados para Brasília, que participarão no dia 19 e 20 de fevereiro, de uma capacitação com o propósito de atualização e debate sobre a área.

O coordenador do curso de Direito da Toledo, Sérgio Tibiriçá Amaral explica que o critério utilizado para a seleção das faculdades que participarão foi possuir o Selo OAB Recomenda, que a Toledo Presidente Prudente recebeu em três ocasiões, além de uma boa nota no Exame Nacional de Cursos (Enade).

José Roberto Dantas Oliva é juiz do trabalho e participará do evento. Para ele, é de significativa importância o acesso às informações que receberão na Enfam, já que poucas instituições de ensino superior foram convidadas.

“E com isso, nossos alunos serão diretamente beneficiados, já que posteriormente receberão informações atualizadas durante as aulas.Com certeza, mais um diferencial para o corpo docente e também para os alunos da Toledo”, pontua.

Em entrevista concedida para a assessoria de imprensa da Toledo Presidente Prudente, o juiz auxiliar da Enfam, Dr. Ricardo Chimenti (foto) explica que a capacitação visa ressaltar de forma eficaz a responsabilidade que o juiz possui perante suas decisões.

“Decisões impensadas ou erradas refletem de forma maléfica na pessoa humana e impacta também negativamente em nossa sociedade, e é por isso que a nossa imersão será muito focada nas questões humanísticas, sociológicas e psicológicas”, explica.

Chimenti acrescenta que também será de extrema valia o contato dos diversos profissionais durante o evento, já que professores de todo o Brasil estarão presentes, desde a região norte até sul.

“E assim poderemos discutir a realidade de cada localidade, entraves e soluções como forma de interatividade com base no conhecimento prático”, finaliza.

Imagem: Divulgação

ASSUNTOS
RELACIONADOS