Toledo reafirma responsabilidade ambiental

15 | 01 | 2013
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente
Assessoria de Comunicação Toledo Prudente

Antes mesmo da sanção do Projeto de Lei (PL) 241/2010, que tem como objetivo proibir o descarte no lixo comum de pilhas e baterias supracitadas, a Toledo Presidente Prudente já é, desde o mês de agosto de 2011, um ponto fixo de coleta de lixo eletrônico em Presidente Prudente.

O Projeto de Lei está sendo avaliado e está para ser sancionado pelo governador do Estado, Geraldo Alckmin.

As Faculdades Integradas Antônio Eufrásio de Toledo disponibilizam em suas dependências três coletores de aparelhos eletrônicos. Neles podem ser descartados: microcomputadores, CDs, aparelhos de som, celulares, pilhas e outros itens.

Após o descarte, o lixo eletrônico é destinado a Corel Gerenciamento de Resíduos, empresa responsável por dar o destino correto aos itens que são coletados.

O professor do curso de Sistemas de Informação e coordenador do Projeto E-lixo, Raphael Garcia, explica que o problema do lixo eletrônico é grave e a Toledo saiu na frente ao ser reconhecida como um ponto fixo de coleta.

“Antes mesmo que fosse pensado em uma lei para regulamentar o descarte, a Toledo já havia saído na frente em termos de responsabilidade ambiental e foi reconhecida como ponto fixo de coleta pelo próprio governo do Estado (Veja aqui matéria sobre). Isso mostra a preocupação que a faculdade possui no ambiente em que está situada”, afirma.

Saiba mais – Os itens podem ser entregues durante sete dias por semana, 24 horas por dia, inclusive aos feriados na entrada principal da Toledo Presidente Prudente. Mais informações pelo telefone (18) 3901-4000.

ASSUNTOS
RELACIONADOS